todos os meus clichés

andei mesmo com aquele ar e abusei do cliché pessoal ao andar hoje pelas ruas do centro da cidade, sob uma chuva fininha e fria, casaco, calça comprida, tênis cano alto, fumando um cigarro úmido pelos pingos. andei admirando as luzes do centro, o trafego intenso, sem som algum – fones de ouvido com música deprimida bem alto, parando no ponto do ônibus engolido pelo breu e pelo passar das pessoas e vans, soprando a fumaça pela boca com pose de rock ‘n’ roll… topete despenteado, vento na face, uma nuvem saindo da minha gola fechada até o queixo.

fiz pose de blasé e fui feliz. dispensei a bituca e me perdi. tocava “layla”, do eric clapton. andei.

Advertisements

now, your turn!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s