fim do ciclo 20

ontem vi folhas caindo
enquanto meus passos andavam
pra ir buscar o meu amor.

folhas de uma enorme amendoeira,
igual aquela da casa de praia,
descendo do céu azul
como penas de pássaro.

as calçadas forradas de folhas…
tapetes orgânicos secos.

quando eu era criança,
tinha vontade de mergulhar nos montes.
mas minha mãe sempre dizia:
“melhor não. sempre pode ter cobra.”

agora eu sou velha, mas ainda sonho.
agora é outro dia. eu olho pela janela
e a árvore que fotografei ontem à noite
(no seu esplendor dourado de outono)
está, novamente, nua e magra.

Advertisements

now, your turn!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s