aos meus amigos

existem coisas que sabemos no fundo dos nossos corações,
que de tão sabidas são quase sólidas e quase podemos tocá-las.
existem coisas que sempre saberemos,
que podemos ter certeza no olhar ou no toque do outro –
coisas que são verdades inegáveis, que nunca duvidaremos,
que confiamos no íntimo da pessoa do outro lado.

mas é sempre revigorante, é sempre ótimo
ouvir sua boca pronunciar as palavras que regozijam o meu coração duro,
ler as linhas da carta que alegram o meu sábado solitário e cinzento,
e receber as pequenas ações que reafirmam a lealdade e a amizade,
espantando pra longe a sensação de diminuto, de desimportante
que abate o ânimo do espírito em plena madrugada.

é sempre bom, uma vez na vida (outra na morte) ao menos,
derreter o que antes era tão frio e
você reservar um tempinho pra me falar o que é demodê,
o que é clichê, o que está empedrado, arcaico,
o que é impraticável na pressa impessoal da vida moderna –

você me falar o que eu realmente desejo ouvir:

que você se importa.

Advertisements

now, your turn!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s